A arte do Networking: ser interessante é diferente de ser interesseiro

Quem nunca ouviu aquela expressão “me diga com quem andas e te direi quem és”? Eu tenho a minha versão “me diga com quem andas e faremos negócio ou não”. Lógico, não estou sendo literal. Vou tentar explicar essa pequena diferença entre as pessoas que crescem no Business e as pessoas que não conseguem passar do primeiro passo. Networking.

É inevitável, e eu acredito muito, que conviver com os profissionais certos traz sim bons frutos nos negócios. Lembremos: estou falando de profissionais interessantes e não profissionais interesseiros.

Pessoas interessantes são aquelas que tem uma marca própria, um DNA, um posicionamento bem definido e agem de acordo no dia a dia, tal como marcas interessantes. Já as pessoas e marcas interesseiras, só querem usar de artifícios antigos de marketing, apelos não focados em resultados e promessas vazias para convencer o público-alvo a contratar seu serviço.

 Tal como falamos na semana passada, é muito importante definirmos nossa marca enquanto profissionais prestadores de serviços no formato B2B (Business-to-business, ou seja,  “de empresa para empresa”, duas empresas que fazem negócios como cliente e fornecedor) para conseguirmos nos destacar diante da quantidade enorme e qualificada de concorrentes à disposição. Porém, definir um posicionamento não é conquistar esse espaço na mente dos consumidores.

Para isso, é preciso trabalho, consistência e foco nos detalhes. Prestar atenção ao seu redor, se você está convivendo com as pessoas que possam te agregar em alguma coisa enquanto profissional ou se você está simplesmente convivendo com profissionais interesseiros, que só querem o dinheiro do cliente sem se preocupar realmente com a relevância do trabalho na empresa dele.

Uma das coisas mais legais de conviver com empresas e pessoas que você admira é que você acaba se tornando algo melhor, com fragmentos de cada uma dessas suas inspirações.

 Traduzindo. Se você quer criar e desenvolver em você, como profissional, uma cultura empresarial que vai te levar adiante no crescimento do seu negócio, meu conselho é: estude, conviva e faça parte de grupo de pessoas interessantes.

Elas estão por toda parte: nos congressos e eventos, nos grupos de WhatsApp que vocês entram para fazerem parte das aulas, nos próprios comentários dos posts na página da SST Online, por exemplo. É só observar e se inspirar, também se possível, conviver com essas pessoas.

 

Lembrem-se: quando um profissional do mercado de SST cresce, todo o ecossistema cresce. Ande junto com quem quer crescer e ser relevante que você vai, inevitavelmente, crescer e se tornar relevante também.

 Foque em você, mas lembre-se, o mercado precisa estar unido para crescer.

Até a próxima!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no email
Email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Artigos Relacionados

Esteja antenado às novidades do SST

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

Nossos Cursos

PCMSO da nova SST, com Dr Rafael calixto

Aprenda TUDO que você precisa saber da NR-7 na nova SST com exemplos práticos, ferramentas e estudos de caso, e também como a gestão do PCMSO se adequa ao PGR e eSocial!

Mentoria FAP Expert

chegou a hora de você Dominar de uma vez por todas A gestão do FAP e sua carreira como Profissional de sst.

Mentoria GRO e PGR

Torne-se um profissional de SST valorizado no mercado, cobiçado pelas empresas e melhor remunerado em