O que é DDS e como aplicar na sua empresa?

Na área de segurança do trabalho existe uma ferramenta muito útil e muito utilizada chamada DDS (o famoso Diálogo Diário de Segurança). Como o próprio nome sugere, é uma conversa que deve ocorrer diariamente abordando temas relacionados à segurança dos colaboradores.

Não existe um padrão sobre o tempo de duração, mas normalmente a atividade dura entre 5 e 10 minutos, sendo bem curta mesmo para não virar uma sonolenta palestra antes do trabalho.

Algumas empresas não fazem uso do DDS todos os dias. É comum vermos empresas utilizando a nomenclatura “DSS” (Diálogo Semanal de Segurança). Isso depende muito do ramo e das atividades desenvolvidas, não há problema em utilizar a ferramenta semanalmente, o mais importante é que ela exista de fato para que haja sempre a lembrança de que todo trabalho envolve riscos e que eles devem ser evitados e/ou controlados.

A Importância do DDS

Dialogar a respeito de segurança no trabalho com os colaboradores é muito útil. É sempre bom lembrar e relembrar o quanto é importante mantermos sua integridade física dentro e fora da empresa, fazendo uso dos mais diversos temas.

Em algumas atividades específicas, como trabalho em altura, trabalho a quente e espaço confinado (só para citar algumas) o DDS é indispensável. Alertar os trabalhadores antes deles começarem esses trabalhos funciona muito, pois pode-se conversar exatamente sobre a atividade a ser desenvolvida na sequência.

Nessa hora o senso de observação deve-se fazer presente, a fim de identificar algo que possa estar relacionado com alguma probabilidade de ocorrência indesejada. Olhar cada trabalhador nos olhos enquanto conversa pode ser uma excelente forma de verificar se ele está realmente apto ao trabalho naquele dia. Fique atento à sonolência, olheiras, sinais de embriaguez (acredite, acontece muito), dentre outras características que podem tornar o trabalhador vulnerável, levando falta de atenção à atividade executada.

Quem pode ministrar o DDS

Muita gente pensa que o DDS só pode ser ministrado pelo técnico em segurança do trabalho (por se tratar de uma conversa sobre segurança). Mas as coisas não precisam funcionar tão ao pé da letra assim.

Normalmente o TST não dá conta da quantidade de funcionários existentes dentro da empresa e ele não consegue estar em dois ou mais lugares ao mesmo tempo. Sendo assim, muitas vezes vamos presenciar encarregados e supervisores ministrando um DDS.

Uma ótima sugestão é fazer um rodízio entre os colaboradores, onde a cada dia uma pessoa apresenta seu tema, conversando sobre ele com os demais colegas sob a supervisão de um cipeiro, supervisor ou técnico em segurança mesmo. É uma excelente forma de inserir todo mundo naquele contexto de “mini-treinamento”, fazendo com que cada um busque mais informações e adquira maior conhecimento sobre o seu tema.

Elaborando e Ministrando

A elaboração de um DDS vai ser feita sempre de acordo com as atividades realizadas na empresa. Por exemplo, se o DDS é para um grupo de eletricistas, o ideal é que os temas sejam relacionados aos trabalhos realizados por eles. Uma boa sugestão é, esporadicamente, abordar um tema que não esteja diretamente relacionado às atividades daquele grupo, saindo da rotina e variando um pouco o rumo das conversas.

Falar sobre alguns riscos do cotidiano e acidentes domésticos funciona bastante, pois sempre tem alguém que vai se identificar por já ter passado por aquilo.

Outra boa sugestão que surte muito efeito é apresentar casos reais de acidentes dentro do contexto de trabalho daquele grupo. Seja através de imagens, vídeos ou simplesmente contar o ocorrido já levanta uma boa discussão sobre o tema.

Buscar a participação dos colaboradores é sempre bom para dar mais dinâmica ao DDS, nem todo mundo gosta de monólogo. Estimular o pessoal a falar é uma excelente forma de dinamizar a conversa e captar atenção da plateia.

Caso haja o rodízio sugerido, esta participação será automática pois os trabalhadores acabam ficando mais à vontade se o “palestrante” for um deles, o que enriquece o momento e otimiza a atividade.

Finalizando

O DDS é uma das ferramentas mais importantes dentro da área de segurança do trabalho e relativamente simples de ser implementada.

Não à toa é uma das mais utilizadas por todo tipo de empresa dos mais variados ramos de atuação. Um DDS com tema bem escolhido e bem ministrado pode garantir a segurança dos colaboradores por mais um dia.

Vamos fazer o que for possível para que nossos colaboradores retornem para suas casas da mesma forma que saíram dela: com saúde.

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no email
Email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Artigos Relacionados

Esteja antenado às novidades do SST

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

Nossos Cursos

Meteórico GRO e FAP

Chegou a hora de você ter seu trabalho de SST visto como um investimento e ser muito bem pago para isso ​

PCMSO da nova SST, com Dr Rafael calixto

Aprenda TUDO que você precisa saber da NR-7 na nova SST com exemplos práticos, ferramentas e estudos de caso, e também como a gestão do PCMSO se adequa ao PGR e eSocial!

Mentoria FAP Expert

chegou a hora de você Dominar de uma vez por todas A gestão do FAP e sua carreira como Profissional de sst.

Mentoria GRO e PGR

Torne-se um profissional de SST valorizado no mercado, cobiçado pelas empresas e melhor remunerado em