#SextouComNR – Tudo que você precisa saber sobre a NR-25

Bora para mais um capítulo da nossa websérie: #SextouComNR chegando. Todas as sextas-feiras estamos abordando uma das nossas Normas Regulamentadoras, em ordem crescente para não virar bagunça.

NR-25

Chegamos ao nosso vigésimo quinto episódio e vamos fazer uma rápida abordagem sobre a NR-25: Resíduos industriais.

Publicada pela portaria 3.214/78 e classificada como norma especial pela portaria 787 de 2018, passou apenas por duas alterações desde a sua publicação até os dias de hoje, ambas no ano de 2011. Esta Norma Regulamentadora é curtinha, possui apenas duas páginas e está diretamente ligada às questões ambientais.

O primeiro item da norma já mostra a que ela veio, definindo o entendimento da NR para resíduos industriais: “aqueles provenientes dos processos industriais, na forma sólida, líquida ou gasosa ou combinação dessas, e que por suas características físicas, químicas ou microbiológicas não se assemelham aos resíduos domésticos, como cinzas, lodos, óleos, materiais alcalinos ou ácidos, escórias, poeiras, borras, substâncias lixiviadas e aqueles gerados em equipamentos e instalações de controle de poluição, bem como demais efluentes líquidos e emissões gasosas contaminantes atmosféricos.”

A norma orienta que a empresa deve buscar reduzir a geração de resíduos através das melhores práticas disponíveis, além disso, estes resíduos devem ter destino adequado, ficando proibido o seu lançamento ou liberação no ambiente de trabalho, afinal, os contaminantes presentes podem comprometer a saúde e a segurança dos trabalhadores daquele estabelecimento.

Os resíduos líquidos e sólidos devem ter adequação nos processos de coleta, acondicionamento, armazenamento, transporte, tratamento e  encaminhamento à disposição final, seguindo protocolos adequados em todas estas etapas. Além disso, devem ser desenvolvidas ações de controle para cada uma destas etapas, evitando risco à segurança e saúde dos trabalhadores.

Orientações específicas e capacitação

A norma faz uma orientação específica relacionada aos rejeitos radioativos: devem ser dispostos conforme legislação específica da CNEN – Comissão Nacional de Energia Nuclear.

Há orientação específica também para os resíduos de risco biológico, que devem ser dispostos conforme previsto nas legislações sanitária e ambiental.

O último item da norma trata de capacitação. Os trabalhadores envolvidos em atividades de coleta, manipulação, acondicionamento, armazenamento, transporte, tratamento e disposição de resíduos devem ser capacitados pela empresa, de forma continuada, sobre os riscos envolvidos e as medidas de controle e eliminação adequadas.

Finalizando…

Como a NR-25 é curta, nosso episódio de hoje acaba sendo também. Mas é importante entendermos a importância desta norma e sua ligação com as questões ambientais, visto que preza pela segurança dos trabalhadores e isso acaba “respingando” no que chamamos de responsabilidade socioambiental, mas isso já é papo pra outro texto…

Se você tiver alguma dúvida relacionada à NR-25, deixa nos comentários que a gente se vira daqui pra responder. Enquanto isso, vou elaborando o próximo episódio da nossa websérie #SextouComNR.

Um grande abraço a todos e SEX   TOU!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no email
Email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Artigos Relacionados

Esteja antenado às novidades do SST

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

Nossos Cursos

PCMSO da nova SST, com Dr Rafael calixto

Aprenda TUDO que você precisa saber da NR-7 na nova SST com exemplos práticos, ferramentas e estudos de caso, e também como a gestão do PCMSO se adequa ao PGR e eSocial!

Mentoria FAP Expert

chegou a hora de você Dominar de uma vez por todas A gestão do FAP e sua carreira como Profissional de sst.

Mentoria GRO e PGR

Torne-se um profissional de SST valorizado no mercado, cobiçado pelas empresas e melhor remunerado em